Home | Glossário | Fale conosco  

  

 

2000

Dolarização na América Latina

 

Quando em 1999 o então presidente argentino, Carlos Menem, afirmou que planejava dolarizar a economia de seu país, iniciou-se uma moda no continente.

 

Entretanto, dois anos depois, analistas da área de finanças afirmam que a adoção da moeda norte-americana não realiza a mágica que se esperava, ou seja, não promove automaticamente a estabilidade nos países emergentes.

 

O Equador dolarizou sua economia no ano passado. No entanto, segundo economistas, a medida foi produto de um clima de desespero, tomada para evitar o colapso econômico do país e para combater a hiperinflação.

Mais recentemente, El Salvador optou pela mesma medida, mudando o aspecto de sua economia, pequena, mas abundante em dólares enviados por salvadorenhos que trabalham nos EUA.

 

A empobrecida Guatemala também deu seus primeiros passos na mesma direção.

 

O Panamá encontra-se oficialmente dolarizado desde 1904, um ano depois de os EUA, interessados em controlar o canal que atravessa o país, ter dado apoio a sua independência da Colômbia.

No entanto, nenhum dos grandes países latino-americanos estuda seriamente adotar uma medida semelhante neste momento.

 

Os analistas afirmam que os principais candidatos a uma eventual dolarização, Argentina e México, somente optariam realmente por ela se enfrentassem uma nova onda de crise.

 

 ot14.gif (148 bytes) Menu Geo Econômica

Frigoletto.com.br - A geografia em primeiro lugar

Copyright © 2000 - 2004 Eduardo Frigoletto de Menezes. All Rights Reserved